Realidade de mulheres encarceradas é o tema da Faixa de Cinema

combo_cinema

Para fechar as comemorações do Mês da Mulher, a Faixa de Cinema do dia 29/03, às 23h45, exibe o longa metragem “Lírios não nascem da Lei”, da diretora Fabiana Leite. O filme mostra a realidade pouco conhecida das mulheres encarceradas nos presídios de Minas Gerais e das crianças que fazem parte desse universo sem liberdade.

A obra acompanha a trajetória de Ana Carolina, Liliane, Dayane e Marcela, e revela seus sonhos, dramas e expectativas, entre transformações vividas por elas antes e depois de terem seus filhos na prisão.

O filme foi rodado ao longo de dois anos em presídios no Estado de Minas Gerais e busca explicar algumas questões: como o estado brasileiro lida com a situação da mulher grávida sob sua custódia? Quais são as transformações vividas pelas mulheres privadas de liberdade durante a gestação? Como se dá a adaptação da criança ainda nos seus primeiros meses de vida na prisão?

Coletiva Malva
A exibição do filme na Rede Minas é resultado da parceria entre a TV e a Coletiva Malva, formada por quatro mulheres:  a historiadora Letícia Souza, a cientista social Rita Boechat, a comunicadora Mirela Persichini e a psicóloga Daniela Pimentel. O grupo tem o propósito de pensar o cinema e suas implicações, uma vez que as produtoras e curadoras enxergam o cinema como instrumento propagador das diversidades, como materializador da disputa imagética e como dispositivo de reflexão e embate a práticas que se pretendem normatizantes e universalistas.

 

       

Deixe um comentário