Histórias do interior de MG são temas de curtas na Faixa de Cinema

combo_denis2

A Faixa de Cinema nesta sexta-feira, 9 de agosto, traz três curtas-metragens do cineasta e roteirista mineiro Denis Curi. Há 40 anos presente na área cultural, Denis dedicou sua carreira à arte de dirigir, roteirizar, produzir e editar vídeos e filmes. Dentre os seus trabalhos destacam-se os documentários “No Caminho da Liberdade”, “Nhá Chica” e “Oswaldo França Júnior”. Na ficção, realizou “Liberdade ainda que tardia”,  “Tutti Frutti”, “Vidas Roubadas”, entre outros.

Padre Victor – Nos corredores de Minas (2016)
O documentário conta a história de Francisco de Paula Victor, jovem negro, escravo, que passava seus dias em Campanha (MG) no início do século XIX. Ele revela ao seu professor de alfaiataria seu desejo de ser padre. Na época, a vontade de um negro se tornar padre era um sonho impossível. Mas essa história teve um final diferente. Contrariando as barreiras sociais e preconceitos, com muita fé e devoção Victor se tornou o primeiro padre ex-escravo do Brasil.
Direção e roteiro: Denis Curi
Trilha Sonora: Andersen Viana

Lendas do Ribeirão do Carmo (2012)
O filme conta a lenda da construção da igreja de Nossa Senhora do Rosário na cidade de Mariana, no século XVIII, que teria sido construída pelos escravos através de um milagre da própria santa. A história é baseada no conto A Corrente Luminosa do livro de Valdemar de Moura Santos intitulado “Lendas Marianenses” .
Direção e roteiro: Denis Curi
Trilha sonora: Abner Nascimento

O Pescador (2009)
O curta-metragem de ficção cuja história reflete a ingenuidade do sertanejo mineiro a partir do encontro de um matuto com uma figura divina, durante uma pescaria, na cidade de Pirapora.
Direção e roteiro: Denis Curi
Elenco: Luiz Mário, Totonho e Jair Raso

       

Deixe um comentário