Mulhere-se estreia com debate sobre mulher na mídia

Mulhere-se, o primeiro programa feminista da TV brasileira, estreia na Rede Minas no dia 17 de março, quinta-feira, às 20h, e no primeiro programa o debate é sobre mulher e mídia. Com o conteúdo gerado por uma rede colaborativa, a atração aborda a pluralidade do ser mulher e dá visibilidade às questões, histórias, percepções, emoções e lugares das mulheres através de temas como arte, política, diversidade cultural e a construção social das imagens e do papel das mulheres.

Com duração de 30 minutos, o programa é dividido em três quadros principais: Sarau, Conversações e Bio. Conheça um pouco sobre eles e veja o que vem por aí:

Sarau

Um palco aberto para evidenciar a produção poética, a performance e o discurso da mulher. Atualmente os saraus, sobretudo os de periferia, se notabilizam pela significativa atuação política e cultural, atuando na democratização dos espaços públicos e na difusão da poesia. No Sarau do Mulhere­-se, personagens atuantes neste cenário dos saraus de BH e de Minas Gerais ocupam o espaço público televisivo com suas ações e manifestações que abordam a poesia, música, dança, cantos e apresentações solo, demonstrações e interpretações, inclusive com instrumentos eletroeletrônicos e equipamentos digitais.

Conversações

Com abordagens diversas, podendo ser desenvolvido através de mini documentários, séries, temporadas, entre outros, aborda temáticas relevantes acerca do universo feminino, como mulher e TV, territorialidades, poder, entre outras.

Bio

Um testemunho das diversidades que constituem as lutas das mulheres que contribuíram para a sociedade e a cultura de um modo geral. O quadro traz biografias de personagens – ícones das lutas femininas ou mulheres anônimas – contadas por mulheres que têm uma relação específica com a biografada. O quadro aborda, de maneira diversa, as mulheres como sujeitos históricos em âmbito regional e nacional, das mais variadas áreas de conhecimento e atuação como militantes, cientistas, escritoras, indígenas, cineastas, entre outras.

Estreia Mulhere-se
ESTREIA DEBATE A MULHER NA MÍDIA

O tema do primeiro programa é a relação entre Mulher e Mídia e participam do debate sobre o assunto a professora e cineasta Carla Maia, a comunicadora e artista plástica Alexia Melo, a jornalista e educadora Luana Costa, a jornalista e radialista Verônica Pimenta e a jornalista e blogueira Luciana Romagnolli.

A jornalista e feminista Carmem da Silva é o destaque do quadro Bio e tem sua história contada pela jornalista e blogueira Carla Vilaça.

No Sarau, as apresentações ficam por conta da dançarina e performer Madu dos Santos, da MC e militante da cultura Hip-hop Negra Lud, da multiartista Sara Não Tem Nome e da cantora Mima Fernandes.

       

Comentários

  • Por Flavio - em Responder

    Gostei muito do programa falando sobre Carmem da Silva. A blogueira Carla Vilaça se sobressaiu sobre essa jornalista. Vcs poderiam fazer outro tema é colocar a Carla Vilaça pra falar sobre outra cebridade

  • Por Zânio - em Responder

    Gostei muito do programa, que é uma novidade no Estado, e começou muito bem com os comentários da excelente jornalista Carla Vilaça. Acho que ela devia fazer parte do elenco fixo do programa, um especialista não deve ser desperdiçado!!! Parabéns à produção!!!

  • Por Pedro Gabriel Diniz - em Responder

    Eu como estudante, achei esse programa muito bom e até coloquei como tema do meu trabalho de escola. A blogueira Carla Vilaca, foi perfeita, e gostaria que vcs sugerissem outros temas para ela falar. Obrigado

  • Por Cynthia - em Responder

    Excelente biografia sobre a feminista Carmen Silva uma mulher à frente do seu tempo que tanto inspira a nós mulheres pArabens a blogueira e jornalista Carla Vilaça que descreveu tão bem Quem foi Carmen e sua importância , gostaria de ver a blogueira Carla em outros programas enriquecendo mais ainda este ótimo programa.

Deixe um comentário