Cinema mineiro é o tema da nova temporada do Cinematógrafo

Nova temporada estreia nesta sexta (10), às 20h, com apresentação de Fernando Tibúrcio

A terra de nomes como Humberto Mauro, Helvécio Ratton e Neville Almeida respira e inspira cinema. As paisagens de Minas Gerais estão em cenários de curtas e longas premiados. No estado, estão concentrados produtoras, polos audiovisuais, personalidades e eventos que fazem parte da história da sétima arte no Brasil. Esse é o tema da nova temporada do Cinematógrafo, que estreia nesta sexta (10), às 20h.

Quem chega à tela para falar sobre a telona mineira é o jornalista e crítico de Cinema Paulo Henrique Silva e o pesquisador Ataídes Braga, que também é ator, roteirista, produtor e escritor. A dupla participa do Cinematógrafo e fala sobre as produções que são feitas no estado, a identidade mineira nas películas e pioneiros, como Humberto Mauro. “O que ele fez foi cinema nacional, um cinema brasileiro que antes não tinha”, destaca Paulo Henrique no programa.

O Cinematógrafo ainda traz entrevista com os diretores Coraci Ruiz e Julio Matos, que falam sobre “Germino pétalas no asfalto”, documentário que mostra um adolescente que inicia sua transição de gênero sob a câmera da diretora, cujo filho também é um rapaz transexual. A atração ainda apresenta a crítica de “O padre e a moça”, de Joaquim Pedro de Andrade, primeiro longa de ficção do diretor, que foi inspirado no poema de Carlos Drummond de Andrade.

Meu Cinema
O Cinematógrafo conta com um quadro especial para receber do seu público sugestões de filmes e séries. As dicas selecionadas serão exibidas ao longo dos episódios do programa. Libere o crítico que existe em você! Grave um vídeo de até 30 segundos com sua dica e envie pelo WhatsApp da Rede Minas (31) 98272-6543.

Deixe um comentário