Voz Ativa analisa 1º turno das eleições 2018

bannersite_1turno

Quais mudanças ocorrerão na Câmara e no Senado? A renovação parlamentar sinaliza em qual direção? No plano estadual, o que muda depois da abertura das urnas neste domingo, dia 7 de outubro? E mais: quem realmente reúne as maiores chances de chegar ao Palácio do Planalto?

Essas e outras questões estarão no centro da roda do próximo Voz Ativa que acontece nesta segunda-feira, dia 8 de outubro, ainda no calor dos resultados do primeiro turno das eleições.

Desde a Constituição de 1988, a maior renovação aconteceu na primeira eleição após sua promulgação, em 1990, quando 61,82% da casa foi composta por novos nomes. A menor foi em 1998, ano da reeleição de Fernando Henrique Cardoso, quando 43,86% dos deputados foram trocados.

Hoje vivemos uma expectativa de mais mulheres e mais negros ocupando cadeiras tanto na Assembleia Legislativa, na Câmara ou no Senado Federal. E como ficará a esquerda brasileira depois de tudo? E a direita? E o centrão, para onde será que eles vão?

Para analisar todo o processo eleitoral, o Voz Ativa contará com uma bancada de especialistas no tema. O sociólogo e diretor do Le Monde Diplomatique, Sílvio Caccia Bava; a professora do Instituto de Economia da UFRJ, Esther Dweck, e o professor de Ciência Política da UNILAB, Márcio André de Oliveira dos Santos.

Além deles, compõe o time os jornalistas Maria Teresa Cruz, do portal Ponte Jornalismo, e João Paulo Cunha, um dos mais respeitados nomes de imprensa de Minas e ex-editor-chefe do Voz Ativa.

O programa também é transmitido ao vivo pela webaqui no site da Rede Minas, na página do programa no Facebook e no YouTube. A reapresentação na Rede Minas é sábado, às 21h45. Em edição especial para rádio, o Voz Ativa é apresentado às terças-feiras, às 21h, na Inconfidência FM. Aos domingos, o programa vai ao ar pela Inconfidência AM às 22h.

Voz Ativa oferece canais abertos com o público para poder comentar, sugerir temas e entrevistados via redes sociais, nos seguintes endereços: FacebookTwitterInstagram e YouTube.

       

Deixe um comentário