Cinema: confira a programação das terças de abril

Terça de Cinema - abril

Símbolos culturais, o cotidiano e as vivências de personagens de Belo Horizonte em destaque nas Terças de Cinema de abril, que vai ao ar sempre às 22h30. A programação, que inclui longas, curtas, animações e documentários, ainda resgata as histórias de importantes figuras da cultura mineira e brasileira, como o cineasta Geraldo Santos Pereira e o antropólogo e folclorista Saul Martins. Todas as obras exibidas neste mês fazem parte do acervo da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte.

Confira o que vem por aí nesse mês:

DIA 04

Eu é Geraldo
Através de relatos de conhecidos de Geraldo Santos Pereira, o primeiro a filmar um longa em cores no Brasil, somos convidados a partilhar imagens de sua vida e obra. O cineasta foi amigo de Guimarães Rosa, JK, Clóvis Salgado, Humberto Mauro, Edith Piaf, Sartre, Simone de Beauvoir, Jean Rouch, Jean Gabim, Clarice Lispector.
Direção: Erick Leite e José Ricardo Miranda | 2013 | Documentário

DIA 11

Balança mas não cai
Um prédio como paisagem e cenário de acontecimentos e memórias.
A partir da reforma do Edifício Tupis, em Belo Horizonte, popularmente conhecido como Balança mas não cai, histórias, fatos e relatos se misturam numa teia imbricada de sensações e percepções. Na relação com o espaço, passado e presente se confundem e as memórias tornam-se vivas.
Direção: Leonardo Barcelos | 2012

DIA 18

Família
Em cena, uma mãe, viúva, e seus três filhos (dois rapazes e uma moça, a caçula) vivendo na cidade de Belo Horizonte. O cotidiano de uma família comum, seus laços de amor, costumes e situações rotineiras são apresentados a partir de uma narrativa descontinuada.
Direção: Guilherme Reis | 2013

DIA 25

Mestre Saul Martins: Sua Vida e sua Obra
Um registro da história de Saul Martins, que intensamente pesquisou e valorizou a rica cultura popular do Brasil. Ele nasceu em Januária, no Vale São Franciscano do Norte de Minas, em 1917. Em 1948, ao lado do professor Aires da Mata Machado Ficho, ajudou a criar a Comissão Mineira de Folclore. Era formado em Ciências Sociais e Doutor em Antropologia com tese sobre o artesanato brasileiro. Além de professor da UFMG, pesquisador, poeta, escritor e folclorista, foi Coronel da Polícia Militar de Minas Gerais e publicou dezenas de livros.
Direção: Deniston Diamantino | Documentário

O homem que pintava músicas
Qual será o som de uma mancha vermelha? E do amarelo, com um pouquinho de cinza? Existe uma trilha sonora das montanhas, ou a música do mar?
Direção: Jackson Abacatu | 2013 | Animação

Contrato com a sorte
Darley ganha a vida participando de concursos culturais e sorteios promocionais. Sua esposa, Maria Célia, está grávida e quer que ele arrume um emprego de verdade, gerando uma intensa crise no relacionamento, mas Darley tentará provar para Maria Célia que a sorte está sempre ao seu lado.
Direção: André Carrera | 2012

Oxicianureto de mércurio
Numa conversa em mesa de bar, Amâncio, um jovem boêmio da década de 30, relata a amigos o seu doloroso tratamento com Oxicianureto de Mércúrio para se curar de uma úlcera sifilítica no estômago. Enquanto a sua história toma ares de fantasia e aventura, um homem bruto e bêbado desafia Amâncio a provar que realmente está curado. O curta é baseado no conto homônimo do escritor mineiro João Alphonsus.
Direção: André Carrera | 2008

Cidades Possíveis
A partir de diferentes visões do futuro da cidade de Belo Horizonte, o filme compõe um leque de cenários possíveis, e mostra como os cenários imaginados incorporam as experiências da realidade presente das personagens.
Direção: Rodrigo Campos | 2009

       

Comentários

Deixe um comentário