Tarsila do Amaral: 50 anos de morte são marcados por homenagens na programação

Na data que marca os 50 anos de morte, os programas Agenda e Brasil das Gerais dedicam as atrações à vida e obra da artista

Há 50 anos morreu Tarsila do Amaral. Nesta terça (17), data em que ela faleceu, a Rede Minas homenageia a artista. Os programas Agenda e Brasil das Gerais apresentam edições especiais que relembram a vida e obra da modernista que promoveu a arte brasileira e valorizou a cultura do país.

Minas Gerais e Tarsila

Um programa inteiro dedicado à Tarsila do Amaral. O Agenda traz reportagens e entrevistas com professores, artistas e historiadores que traçam um panorama da paulista que assina as obras nacionais apontadas como as mais caras vendidas no mundo.

A repórter Mariana Silva também mostra curiosidades, como a influência de Minas Gerais na obra de Tarsila. O público ainda confere a igreja de Nossa Senhora do Ó, de Sabará, inspiração de um de seus desenhos. O programa é às 19h.

“Encontrei em Minas as cores que adorava em criança (…) o azul puríssimo, rosa violáceo, amarelo vivo, verde cantante.”


Tarsila sobre sua passagem pelo estado, em 1924

Diversas facetas

Mais cedo, às 13h, a homenagem fica por conta do Brasil das Gerais. A jornalista Patrícia Pinho recebe a estilista Carolina Bicalho e a professora Nádia Battella Gotlib, autora da biografia “Tarsila do Amaral, a modernista”. Na atração, elas falam sobre as diversas facetas de Tarsila do Amaral, que ultrapassam os quadros, com textos e o estilo de vanguarda de se vestir.

O programa traz, para debate, a representatividade da artista, como mulher, os amores e algumas das obras mais importantes, como Abaporu, que impulsionou o movimento antropofágico no país.

Jornalista Patrícia Pinho e estilista Carolina Bicalho

Assista

O programa Brasil das Gerais vai ar nesta terça (17), às 13h. O Agenda é exibido nessa mesma data, às 19h. O público acompanha as atrações pela TV, aqui no site e na plataforma de streaming EMCplay.

Deixe um comentário