Sinal da Rede Minas com mais potência em MG

O sinal da Rede Minas chega com mais qualidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com a implantação, na Serra do Curral, de um novo transmissor. O equipamento, de 6.000 W, torna o alcance do sinal seis vezes melhor, e é fabricado em Santa Rita do Sapucaí, cidade mineira considerada polo tecnológico do Brasil. Com isso, 16 municípios do colar metropolitano passam a receber imagens e áudio de qualidades nos aparelhos de televisão. A implantação faz parte do programa Digitaliza Minas, do governo de Minas Gerais.

Lançado em maio de 2022, o Digitaliza Minas trabalha para levar o sinal digital para o estado. Até este mês, foram 50 municípios atendidos pelo programa, que vai contemplar 332 cidades garantindo o acesso gratuito ao sistema digital, em um investimento de R$ 74 milhões do Governo Estadual. Somado ao Digitaliza Brasil, projeto do governo federal, a cobertura digital vai atender todos os 853 municípios de Minas Gerais. As medidas foram adotadas para garantir a transmissão digital, que deve ser substituída pela analógica até 2023, prazo estipulado pelo Ministério das Comunicações.

Para o Secretário de Estado de Cultura e Turismo, Leônidas Oliveira, essa é mais uma etapa do processo de integração viabilizado pelo aumento da cobertura do sinal digital da Rede Minas. “Os programas da emissora têm um papel fundamental na apresentação e divulgação da cultura e dos patrimônios de Minas Gerais. Levar informação de qualidade para os diferentes públicos do estado é uma missão muito importante, o que vem sendo garantido e priorizado pelo projeto Digitaliza Minas”, reforça.

O programa Digitaliza Minas é do Governo de Minas Gerais, executado por meio da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), da Secretaria Estadual de Cultura e Turismo (Secult-MG) e da Secretaria de Estado da Educação (SEE-MG).

Municípios da RMBH que recebem sinal do novo equipamento: Betim, Contagem, Ibirité, Igarapé, Itatiaiuçu, Mário Campos, Matozinhos, Nova União, Pequi, Piedade dos Gerais, Rio Manso, Santa Luzia, Santana do Riacho, São Joaquim de Bicas, São José da Varginha e Sarzedo.

Saiba mais sobre o Digitaliza Minas

Deixe um comentário