Série especial do Opinião Minas aborda temas relacionados às eleições

combo_imagens_opiniaominas

Fotos: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas – Elza Fiúza/ABr – Ichiro Guerra/PR

A partir desta quarta-feira, 29/08, o Opinião Minas levará ao ar toda quarta entrevistas sobre temas relacionados às eleições se aproximam. Cumprindo o seu papel de TV pública, a série pretende orientar e ajudar a esclarecer importantes questões para os cidadãos acerca do processo eleitoral democrático.

O Opinião Minas vai ao ar de segunda a sexta, às 8h30. Acompanhe o programa pelo YouTube, Facebook e Instagram.

Confira abaixo a programação da série sobre as eleições:

29/08 – Democracia
Onde nasceu o regime democrático? Por que ele se tornou fundamental para as nações civilizadas? Por onde caminhamos até chegar aqui? O programa fará um paralelo entre a democracia brasileira e os regimes em outros países.

05/09 – Discutir ou não política?
Dizem que religião, futebol e politica não se discute. É isso mesmo? Por que é importante que o tema faça parte das rodas de amigos, famílias, não só nas eleições, mas durante todo o ano? Como a politica afeta nossa vida diretamente? Todo ato é político?

12/09 – Perfil do eleitor
Quem é o eleitor de hoje? o perfil dele mudou? Por que há tanto voto em branco? Por que o jovem está cada vez mais descrente da politica?

19/09 – Discurso dos candidatos
O Opinião Minas vai falar sobre como os candidatos apresentam o seu discurso, a sua oratória e comunicação com o eleitor. Como é construída a imagem do politico? Quais as táticas para ganhar simpatia do eleitor? E o campo da internet, como ele se situa em relação a isso tudo?

26/09 – Fake news
Uma importante discussão sobre a disseminação de notícias falsas pelas redes sociais e seu reflexo na democracia brasileira. Quais as consequências? Quais ferramentas combatem as notícias falsas na internet?

03/10 – Desafios dos próximos governantes
Qual a função de fato do presidente, governadores, senadores e deputados? Quais as suas atribuições? O Opinião Minas fala sobre os desafios de se governar um país tão grande e distinto nas regiões?

       

Deixe um comentário