Reestreia dos programas de cinema da Rede Minas resgatam a mineiridade na produção audiovisual

Cinematógrafo e Faixa de Cinema se unem nas redes sociais para dialogar com os amantes da sétima arte

O universo cinematográfico tem lugar garantido na Rede Minas e a reestreia dos programas Cinematógrafo e Faixa de Cinema celebram a mineiridade no mundo da sétima arte. As atrações também trazem novidades para o público. Além do espaço na grade de programação da emissora, os conteúdos dos programas, informações, curiosidades e bastidores ganham espaço nas redes sociais, com o perfil Rede Minas Cinema no Instagram.

Minas Gerais é a terra de nomes como Humberto Mauro, Helvécio Ratton e Neville Almeida respira e inspira cinema. Na nova temporada do Cinematógrafo o público vai conhecer as produtoras, polos audiovisuais, personalidades e eventos do estado que fazem parte da história da sétima arte no Brasil.

As produções que são realizadas no estado, a identidade mineira presente nos filmes e os pioneiros do cinema mineiro, como Humberto Mauro, marcam a estreia do Cinematógrafo nesta sexta, às 20h. O programa recebe o jornalista e crítico de cinema Paulo Henrique Silva e o pesquisador e produtor Ataídes Braga para falar sobre o tema. Além de trazer críticas de cinema e conversas com diretores.

Na estreia da nova fase, a Faixa de Cinema traz os documentários do projeto “Moradores – a humanidade do patrimônio” com produções nacionais e destaque para as obras mineiras durante todo o mês de junho. A proposta da programação é permitir que o público conheça novos lugares pelo olhar dos moradores desses locais, passeando pela história. O programa ainda traz um bate-papo com diretores, roteiristas e atores para falar sobre as obras em uma conversa descontraída.

O filme “Moradores – Belo Horizonte” abriu a sessão especial com obras sobre Belo Horizonte e o emblemático bairro da Lagoinha, patrimônio da cidade. Confira a entrevista com o diretor Gustavo Nolasco, no canal da Rede Minas no YouTube.

Já nesta sexta, às 23h, o público vai viajar pelo Norte de Minas. A Faixa de Cinema exibe os documentários “Moradores – Montes Claros” e “Moradores – Bocaiúva”. A rica cultura popular da “Princesinha do Norte”, como também é conhecida Montes Claros, e as lembranças dos antigos tropeiros e a cultura quilombola de Bocaiúva são retratadas nas obras. A atração ainda conversa com o diretor dos filmes, Gustavo Nolasco, que conta sobre a experiência de filmar nessas cidades e as características singulares dos moradores da região.

Deixe um comentário