Produção artística sustentável é tema de documentário da Faixa de Cinema

Crédito: Jonas Lemes

A Faixa de Cinema, nesta sexta, 11/6, às 23h, exibe documentário que aborda as relações da arte com o meio ambiente e explora o papel social do artista com a natureza. O longa “Arte na Lona – Expedição Rio Verde” retrata o trabalho de pintura realizado em lonas de caminhão recicladas pelo pintor mineiro Jonas Lemes. O filme mostra a jornada do artista ao percorrer o curso de um dos rios mais importantes do sul de Minas Gerais mostrando a situação das águas por meio da arte. A produção audiovisual foi idealizada e dirigida pelo próprio Jonas, durante dois anos, com apoio da Marca Produções.

O documentário mostra o contraste entre as belas paisagens do curso do Rio Verde transformadas em obras de arte e as ações humanas danosas ao rio. O filme aborda, simultaneamente, questões ambientais e culturais e apresenta depoimentos de especialistas e simpatizantes da arte, do meio ambiente e do cotidiano da nascente à foz do rio.

Jonas Lemes, que assina o documentário, nasceu em Cambuquira e desde criança gostava de traçar formas pelos muros da cidade, descobrindo figuras escondidas nas manchas de cada parede, desenvolvendo sua arte que, mais tarde, se tornou o seu trabalho. Nos anos dois mil se mudou para a cidade de São Lourenço, também em Minas Gerais, e passou a analisar diversas possibilidades para o uso de materiais que contribuíssem com o meio ambiente. Há cerca de dez anos desenvolveu a técnica sobre a lona de caminhão usada, transformando-a em arte de forma ecológica.

Comentários

  • Por Antônio Eustáquio Ferreira - em Responder

    Sr. Jonas Lemes , é uma benção de Deus em nosso planeta .
    Que trabalho divino ele trabalha com amor e com a alma e expõe tudo que sabe e tem um grande conhecimento da área.
    Para nós brasileiros sentimos muito honrados de te-lo ao nosso meio com grande conhecimento.
    Agradeço muito a Deus por ter nos dados uma pessoa que nós faz crê que dias melhores virão .

    • Por Jonas Lemes - em Responder

      Caro Sr. Antônio Eustáquio,
      Agradeço imensamente as suas palavras. Elas nos incentivam na continuidade da jornada em prol da arte e do meio ambiente. Nosso próximo projeto, Serra Fina, será um pouco mais abrangente.
      Abraços.

Deixe um comentário