“Minas ao Luar” especial celebra 30 anos do Agenda e 20 do Alto-Falante

O que o Minas ao Luar, os programas Agenda e Alto-Falante e as bandas Pato Fu e Graveola têm em comum?
Mineiridade? Música boa? Contemporaneidade?

As trajetórias de quem dá voz e vez a artistas de Minas há décadas se unem para uma importante comemoração. Minas ao Luar apresenta Pato Fu e Graveola em uma edição festiva aos 30 anos do Agenda e aos 20 anos do Alto-Falante, realizada em frente à Rede Minas (rua Tenente Brito Melo, 1090 – Barro Preto, BH), no sábado (30/6), a partir das 17h. As apresentações, gratuitas, também serão registradas pela Rede Minas e exibidas posteriormente em sua programação.

Se separados já causam, agora imaginem juntos, no mesmo palco? Vamos aproveitar a oportunidade e voltar no tempo para descobrir um pouquinho mais sobre esses importantes nomes da cultura mineira?

1

No finzinho da década de 80, surgiu um dos programas mais antigos da Rede Minas. Primeira revista cultural da TV mineira, o Agenda foi um importante holofote para a produção cultural do estado, abrindo espaço para artistas e bandas locais e também para grandes nomes nacionais e internacionais.

Há três décadas no ar, diariamente, a revista eletrônica dá vez a todas as manifestações artísticas:  música, teatro, cinema, artes plásticas, música, literatura, artes…

Confira abaixo a mais recente participação do Pato Fu no Agenda, que rendeu um especial da banda!

2

Minas tem um orgulho danado de ser a casa de uma das principais bandas da MPB da atualidade. A década de 90 revelou Pato Fu, o grupo belo-horizontino que carrega na carreira a valorização das suas origens e da arte independente, trilhando por caminhos improváveis e ecoando sons pouco óbvios.

Com 26 anos de estrada, o caminho da banda se cruzou várias vezes com o do programa Agenda, mais precisamente 24 vezes. E esses encontros não foram marcados só por serem conterrâneos, mas pela vontade de dar voz a quem queria ser independente.

3

A década de 90 foi muito significativa para a cultura mineira. Logo após surgir a banda que seria reconhecida internacionalmente, o Sesc lança o Minas ao Luar, uma iniciativa de fomento à música mineira e brasileira que também busca dar voz e vez a artistas locais e às manifestações culturais tradicionais.

Há 24 anos montando palcos por centenas de cidades mineiras, recentemente o Minas ao Luar vem ampliando seu repertório das tradicionais serestas para novas linguagens e gêneros musicais. Daí, o encontro com sua contemporânea na cena cultural mineira, a banda Pato Fu.

4

Para completar o “hall de conquistas” da cultura mineira na década de 90, em 1997 a Rede Minas lançou o programa Alto-Falante, que chegou para dar espaço à música pop e suas vertentes. Tudo sobre o mercado fonográfico desdobrado em quadros que ficaram famosos (e já são clássicos), como a Enciclopédia do Rock. Sua trajetória também esbarra com as bandas Pato Fu e Graveola, presentes inúmeras vezes no programa.

Confira a página especial “Alto-Falante 20 anos, que relembra momentos – e pessoas – marcantes na trajetória do programa.

5
A “caçulinha” dessa turma de peso chegou em 2004 para reafirmar a vocação mineira para revelar talentos na música. A banda Graveola, também de Belo Horizonte, tem em suas influências a música popular brasileira de Caetano Veloso, Gilberto Gil, Tom Zé, Sérgio Sampaio, Clube da Esquina, entre outros. Assim como o Pato Fu, o grupo fortalece e valoriza a difusão da música independente.

Relembre abaixo a matéria do Agenda sobre os 10 anos da banda:

6

Minas ao Luar – Edição Especial Alto-Falante 20 anos e Agenda 30 anos

Data: sábado (30/6)
Horário: 17h (show do Graveola), 19h (Pato Fu)
Local: Centro de Cultura Presidente Itamar Franco – Rua Tenente Brito Melo, 1090, em frente à Rede Minas.
Compartilhe e marque sua presença no evento criado no Facebook.
O evento tem apoio da Rede Minas e Codemge.

       

Deixe um comentário