Faixa de Cinema apresenta documentário sobre transformações urbanas e sociais

combo

Mariquinha é uma senhora que mora na Vila Nossa Senhora de Fátima, comunidade que compõe o Aglomerado da Serra, de Belo Horizonte. Ela traz consigo a história desse espaço desde os primeiros anos de sua ocupação, onde criou sua família e experimentou muitos papéis, vivendo a transformação do lugar e da cidade. “Nos olhos de Mariquinha” encerra a programação de fevereiro da Faixa de Cinema, nesta sexta, às 23h30.

O documentário é um trabalho das diretoras Cláudia Mesquita e Júnia Torres, que têm, respectivamente, formação em Ciências Sociais e Comunicação Social. O filme, que se apresenta quase como uma reportagem, é um exercício de escuta da narrativa oral da personagem, que é o ponto principal da obra.

Ficha técnica:
Nos Olhos de Mariquinha (documentário, HDV, 80min, 2008)
Direção: Claudia Mesquita e Junia Torres
Fotografia: Anna Karina Bartolomeu
Som direto: Pedro Aspahan, Edição: Pedro Aspahan
Estrelando: Maria Ribeiro dos Reis


 

Aglomerado da Serra
Localizado na região Centro Sul de Belo Horizonte, o aglomerado é composto por oito vilas: Nossa Senhora da Conceição . Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora Aparecida, Santana do Cafezal, Novo São Lucas, Fazendinha, Chácara, e Marçola.

Cerca de 50 mil pessoas moram no local que foi formado ao longo das últimas décadas, principalmente por migrantes do interior do Estado. Nossa Senhora da Conceição foi a primeira vila a ser formada, em 1920, e o Novo São Lucas é a mais recente, já na década de 90.

O Cafezal, uma das outras vilas que compõem o Aglomerado, também já foi tema de filme.

       

Deixe um comentário