Diferentes facetas do sertão mineiro são tema de documentário na Faixa de Cinema

sertao

A Faixa de Cinema, sexta, às 23h30, traz um documentário sobre a região do sertão mineiro, sua biodiversidade, gente, história e mitologia. A partir do relato dos primeiros viajantes e da obra de João Guimarães Rosa, “Sertão”, filme Sérgio Amzalak, fala da ocupação da região pela civilização portuguesa, da mestiçagem cultural fruto do encontro das três etnias nas margens do rio São Francisco. Outra questão importante abordada é a inclusão da região no capitalismo moderno, via agronegócio e os projetos de ocupação do cerrado mineiro.

Uma viagem pelo imaginário coletivo e da religiosidade que mistura o inconsciente das raças formadoras do sertanejo, a obra inicialmente foi dividida em  três partes por questões didáticas, “A Terra”, “O Homem” e “A Alma”. Na sessão desta semana, o espectador vai poder conferir um compilado dessas três facetas.

Sérgio Amzalak é fotógrafo, documentarista, historiador e proprietário da Agência Kangoroo. Ele já trabalhou nos jornais Estado de Minas, O Tempo e Pampulha. Em 1992 produziu e dirigiu o documentário “Sertão” que foi dividido em três partes por questões didáticas, “A Terra”, “O Homem” e “A Alma”.

 

Ficha Técnica:
Direção de fotografia
: Auro Queiroz
Produção: Berenice Martins, Hugo Bengtson, Jaqueline Guimarães.
Textos: Tomaz Cardoso, João Guimarães Rosa, Euclides da Cunha, Spix e Martius.
Locução: Othon Bastos
Edição: Nélio Lisboa
Trilha sonora original: Walter Junior
Direção e Pesquisa: Sérgio Amzalak

       

Deixe um comentário