Estreia: “Cinema no Rio São Francisco” destaca a mulher sertaneja

Mulher ribeirinha é protagonista de documentários gravados ao longo do Rio São Francisco.

banner_materia_site_cinemanorio_marca

A partir do dia 02 de outubro, a população ribeirinha das cidades ao longo do Velho Chico, no Norte de Minas, estará presente na Rede Minas em uma série de mini documentários do projeto Cinema no Rio São Francisco que serão exibidos sempre às segundas, às 21h45. As obras, que são da mais recente edição do projeto (agosto de 2017), valorizam a mulher sertaneja e mostram sua luta, força, dificuldades e superações, em histórias incríveis. A importância da preservação do Rio São Francisco, que sofre com a degradação ambiental, também é destaque.

Ao todo serão exibidos seis documentários, sendo que cada um representa uma cidade. A estreia retrata São Francisco, de 53.8 mil habitantes, local que também foi o ponto de partida da atual edição do projeto. Em seguida, os filmes percorrem Pedras de Maria da Cruz, Januária, Itacarambi, Manga e Matias Cardoso.

Cinema no Rio São Francisco

Sobre o projeto “Cinema no Rio São Francisco”

Criado em 2004, o projeto busca levar a magia do cinema à população que vive às margens do Rio São Francisco e denunciar os problemas enfrentados pelo Velho Chico, por meio de filmes e de outras atividades que ajudem a chamar a atenção para a urgência nas ações de preservação do rio e seus afluentes. O projeto percorre várias cidades da região e conta com programação cultural, oficinas de fotografia e exibição de filmes em sessões ao ar livre e gratuitas.

       

Comentários

Deixe um comentário