Brasil das Gerais está de volta

Brasil das Gerais
Um dos programas mais tradicionais da Rede Minas, o Brasil das Gerais está de volta em nova fase e com estreia marcada para o dia 21 de março, segunda-feira, às 20h, em um debate sobre a “Nova Bento Rodrigues”, distrito de Mariana afetado pelo rompimento da barragem de rejeitos de minério da Samarco em 2015. O programa vai ao ar às segundas e quartas-feiras e, durante uma hora, pretende promover diversos encontros para uma instigante troca de saberes e vivências em que serão abordadas, em especial, temáticas relativas ao patrimônio cultural, à tecnologia social e à promoção da saúde.

Agora apresentado pela jornalista Patrícia Pinho, que comandava o Hypershow e que também já conduziu o Brasil das Gerais em algumas ocasiões, o programa de entrevistas irá levar ao público uma conversa repleta de casos, conhecimentos, ideias, memórias e sentimentos revelados por convidados especialistas, estudiosos, profissionais experientes e pessoas comuns.

Nessa nova etapa, além das entrevistas em estúdio, o Brasil das Gerais busca apresentar um formato mais dinâmico, de caráter jornalístico e também documental, com reportagens, vídeos e campanhas. E o público também vai poder construir esse novo Brasil das Gerais. A participação e a colaboração do público por meio de envio de material audiovisual vindo principalmente do interior do estado pretende ampliar a participação e mostrar diferentes pontos de vista.

E o programa não está limitado à telinha da Rede Minas. A atração busca se aproximar do público na web, produzindo conteúdo extra para as redes sociais (YouTube, Instagram, Facebook e Twitter), nas quais o público poderá conferir os bastidores das gravações, participar e enviar dúvidas e comentários, e muito mais.

ESTREIA ABORDA A “NOVA BENTO RODRIGUES”

Como resgatar a identidade dos moradores depois que o distrito de Bento Rodrigues foi destruído e nada sobrou do antigo lar que era uma referência para a comunidade? A “nova Bento Rodrigues” é tema do programa de estreia, que recebe Sandra Quintão, que tinha um restaurante no distrito, e Keila Fialho, presidente da Associação dos Hortifrutigranjeiros de Bento Rodrigues, que é responsável pela produção da geleia de pimenta biquinho. As duas tiveram suas vidas devastadas e têm sido obrigadas a se adaptar a um novo modo de vida em Mariana. Também vai participar do programa a historiadora e professora da UFMG Regina Helena Alves da Silva, que tem um grupo que estuda como os moradores devem atuar para ajudar na reconstrução de uma “nova Bento Rodrigues”.

E vem muito mais por aí, confira os temas dos primeiros programas dessa nova fase e não perca os debates:

23/03 – Quadrilátero Aquífero
28/03 – Tecnologias de ocupações urbanas
30/03 – Tecnologias inclusivas
04/04 – Plantas medicinais
06/04 – Promoção da saúde em espaços públicos

       

Comentários

Deixe um comentário