Ancine divulga dados sobre a programação da TV aberta

A Ancine divulgou na última semana o Informe de Acompanhamento do Mercado de TV Aberta, realizado pela Superintendência de Análise de Mercado (SAM), em que apresenta o resultado do monitoramento da programação das redes de televisão Bandeirantes, CNT, Globo, Record, RedeTV!, SBT, TV Brasil, TV Cultura e TV Gazeta no ano de 2015.

De acordo com o levantamento, assim como no ano anterior, a maioria das obras veiculadas na TV aberta em 2015 foram de origem brasileira. Elas representaram 83,3% do total da programação nos canais monitorados. Entre os tipos de programas exibidos, a categoria Entretenimento lidera a programação, com 49,3% do tempo total dos canais. Já a categoria Educação é a que menos ocupa tempo na grade de programação das emissoras, sendo mais bem representada na TV Brasil, com 10,8%, e na TV Cultura, com 9,6%. Por outro lado, mantém-se um aumento progressivo na destinação de tempo à categoria Informação (20,6%) — que figurou com 15,1% em 2012, 16% em 2013 e 19,3% em 2014.

A partir da análise da programação das nove emissoras, identificou-se a prevalência dos programas religiosos, com 21,1%, no total de horas de programação. Em segundo lugar, vêm os telejornais, com 14,6% de ocupação. E, em terceiro lugar, as séries, gênero da categoria Entretenimento, ocupando 11,6% da programação.

O Informe de Acompanhamento do Mercado de TV Aberta completo está no site do Observatório Brasileiro do Cinema e do Audiovisual (OCA), no www.oca.ancine.gov.br.

Texto adaptado do site www.culturaemercado.com.br.

       

Deixe um comentário